Vazamento de Dados – Equador

A semana tem sido movimentada com vazamentos de dados de países latino-americanos: os vazamentos de dados de entidades argetinas e cubanas, seguido do vazamento de informações pessoais de funcionários do gabinete da presidência da Venezuela e agora dois vazamentos do Equador, da Assembleia Nacional e do Instituto Espacial Ecuatoriano.

Não identificamos motivação aparente para os vazamentos.

Os dados mais de 760 credenciais de usuários do serviço de transmissão ao vivo da Assembleia Nacional equatoriana foram postados em site

Continuar Lendo

Vazamento de dados – Venezuela

Já reportamos vazamento de dados de entidades brasileiras como do Partido Comunista Brasileiro (PCdoB), do Partido dos Trabalhadores (PT), do IDP – Instituto Brasiliense de Direito Público, de entidades públicas do Piauí, e entidades estrangeiras com vazamentos de dados de entidades argetinas e cubanas.

Identificamos vazamento de dados de pessoas vinculadas ao gabinete da presidência da Venezuela.

A motivação para os vazamentos é política, o que permite a classificação dos dados como hacktivismo.

Os dados de 22

Continuar Lendo

Vazamento de Dados – Argentina e Cuba

Em algumas ocasiões publicamos vazamento de dados de entidades brasileiras como do Partido Comunista Brasileiro (PCdoB), do Partido dos Trabalhadores (PT), do IDP – Instituto Brasiliense de Direito Público, de entidades públicas do Piauí, entre outros.

Identificamos vazamentos de dados de duas entidades estrangeiras: de acesso à página da Infanteria Argentina e da Red de Salud de Cuba.

Não foi possível, contudo, identificar a motivação para os vazamentos.

Os dados da Infanteria Argentina e da

Continuar Lendo

Vazamento de dados – Partido dos Trabalhadores

Já comentamos no Lab que hacktivistas brasileiros ao atuar contra alvos políticos tendem a praticar ações de vazamentos de dados e ataques de negação de serviço. Nesse domingo (25/03), identificamos vazamento de dados do Partido dos Trabalhadores (PT), partido político do ex-presidente Lula.

A motivação descrita no vazamento indica com clareza que o ataque foi realizado com motivação político-ideológica, pois acompanhada pela #LulaNaCadeiaJa. O que permite classificar a ação como hacktivista.

Os dados foram postados no Ghostbin – site de compartilhamento de

Continuar Lendo

Vazamento de dados – IDP

Na sequência do julgamento realizado pelo STF sobre a possibilidade de prisão do ex-presidente Lula após condenação em segunda instância, identificamos vazamento de dados do Instituto Brasiliense de Direito Público, instituição de ensino que seria do Ministro Gilmar Mendes do STF.

A motivação expressada no vazamento sugere que se trata de um ataque com motivação política contra o Ministro Gilmar Mendes, o que permite classificar esse ataque como uma ação hacktivista.

Os dados foram postados no Ghostbin – site de compartilhamento

Continuar Lendo