Vazamentos de Dados Diplomáticos – México e Rússia

Nosso sistema de Monitoramento Avançado Persistente observou dois vazamentos que conteriam dados e informações de alto nível político e diplomático da Rússia e do México.

Em ambos os casos os links direcionam para serviços de compartilhamento de arquivos.

No caso do alegado leak de autoridades políticas de alto nível da Rússia, são mais de 75 Gb da dados disponibilizados por um link de compartilhamento de arquivos.

“Stuff from politicians, journalists, bankers, folks in oligarch and religious

Continuar Lendo

Hacktivismo e Eleições 2018 – Falta combinar com os russos?

Reportagem publicada pela Folha de São Paulo, 04/10, trouxe a revelação de que a empresa FireEye encontrou atividade consistente com a interferência russa, no final de setembro, durante a realização de debates presidenciais. 

A reportagem indica que o caso estaria ligado a uma célula do coletivo Anonymous no Brasil:

O caso encontrado pela FireEye está ligado ao braço brasileiro do grupo Anonymous que se identifica como @anonopsbrazil. Eles lançaram uma campanha lançada por eles (sic) no Twitter com a

Continuar Lendo

America (hacks?!) first

Os Estados Unidos (EUA) publicaram, no final do mês setembro, a National Cyber Strategy, sua nova Estratégia Nacional de Segurança Cibernética (ENSC) e a nova Cyber Strategy – Department of Defense, a Estratégia Cibernética do Departamento de Defesa (DoD).

A nova ENSC se proclama como a primeira estratégia para dimensão cibernética desde 2003, quando a National Strategy to Secure Cyberspace foi publicada pelo Presidente George W. Bush. Assertiva polêmica quando considerada a Cyberspace Policy Review, em

Continuar Lendo

Estatísticas Honeynet – países mais hostis

Como já falamos no artigo A melhor defesa é ter uma defesa melhor, uma boa estratégia de defesa proativa é observar o comportamento dos seus atacantes e orientar medidas defensivas de acordo com as suas características. Isso é possível por meio da implementação de honeypots de média ou de alta interação.

O DefCon-Lab dispõe de honeypots em funcionamento e apresenta a seguir os dados referentes ao primeiro trimestre de 2018. No período, foram coletados em torno de 35 milhões de registros, o

Continuar Lendo