Democracia e spamdexing

Um dos efeitos mais positivos da tecnologia da informação é a ampliação dos canais de comunicação e a interatividade proporcionada, por meio dos quais vozes que antes não eram ouvidas ganham um meio para se expressar.

Existem inúmeros serviços on-line concebidos para viabilizar a manifestação popular. Um deles mantido pela Câmara dos Deputados é o portal edemocracia.camara.leg.br,  que foi “criado para ampliar a participação social no processo legislativo e aproximar cidadãos e seus representantes por meio da interação digital“.

Mas a internet é um lugar hostil. O velho aforismo “o preço da liberdade é a eterna vigilância“, adaptado para o preço da liberdade é a eterna moderação permanece atual.

Nosso sistema de monitoramento avançado persistente identificou no portal da Câmara dos Deputados a presença de uma ação maliciosa chamada spamdexing. Trata-se de técnica de manipulação de mecanismos de buscas com o objetivo de promover um site ao topo das dos resultados dos buscadores. As páginas de governo são alvos preferenciais desse tipo de ataque, porque possuem boa reputação para os buscadores, o que maximiza o efeito do spamdexing.

Na área disponível para debates do portal (arquivo.edemocracia.camara.leg.br) foi identificado – há poucos instantes – o uso de tópico para spamdexing de uma página que vende documentos falsos.


Imagem obtida em https://edemocracia.camara.leg.br/expressao/t/educacao-de-qualidade-se-importa-muito/55353

Nos últimos 9 meses esse é o 31º registro de spamdexing identificado pelos nossos sistemas de monitoramento nesse domínio da Câmara dos Deputados. O que sugere que se trata de um problema recorrente ainda não saneado.