Br34k – Leaks (3)

O ator Br34kowna permanece em atividade até o final do ano de 2020. Uma de suas publicações divulga dados pessoais e financeiros de usuários de uma página de instituição financeira.

O ataque não sinaliza motivação para a ação:

 

O conteúdo da publicação em sites de compartilhamento de texto sugere, várias dados pessoais e financeiros estariam

Continuar Lendo

v947 – Diversos Ataques

Um novo ator chamado de v947 aproveitou o final de ano para iniciar suas ações ofensivas. Realizou diversos ataques contra a Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) a prefeitura de Recife e Belo Horizonte, além da páginas do Estado do Ceará.

O atacante não esclarece qual seria sua motivação, mas acena com a realização de novos ataques no futuro:

The Christmas attack was not a big, deal

Continuar Lendo

Br34k – Leaks (2)

O ator Br34kowna continua ativo dessa vez as vítimas foram a Faculdade Anasps (mantida pela associação nacional de servidores da seguridade social), Prefeitura Municipal de Firminopolis (Goiás) e a
Câmara Municipal de São João da Boa Vista (São Paulo).

O ataque não sinaliza motivação para a ação, apenas contendo uma sugestão para aperfeiçoamento da segurança dos alvos:

Ao que o conteúdo do post sugere, várias credenciais estariam

Continuar Lendo

Br34k – Leaks

Novo ator brasileiro chamado Br34k realiza sequência de vazamentos de dados. Dentre eles a prefeitura de Floriano/PI e a página da torcida do Cruzeiro.

O vazamento da cruzeiro.org inclui nomes de tabelas e dados pessoais como e-mail e nome.

No caso da brecha de dados de Floriano/PI, nomes de tabelas e detalhes sobre os acessos recentes foram divulgados em página de compartilhamento de

Continuar Lendo

TrymeloTried – Leaks

O ator TryMeloTried, integrante do novo grupo hacktivista brasileiro Halted Team continua ativo, dessa vez as vítimas foram o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) e o Instituto de Pesquisa e Planejamento (IPPLAN).

O texto do tweet sugere qual foi a falha explorada:

Vejo que mesmo depois do ataque a CGU,
muitos ainda ignoram a vulnerabilidade do Forticlient.

Ao que o conteúdo do post sugere, várias credenciais (além das que foram

Continuar Lendo