#OpFueraCorruptos – Hacktivismo – Peru

O Peru se encontra em meio a incontáveis denúncias de corrupção – 5 ex-presidentes são acusados – contra membros do Poder Judiciário – o presidente do Supremo Tribunal, o ministro da Justiça e influentes magistrados deixaram seus cargos -, o Congresso aprovou por unanimidade nesta sexta-feira a remoção de todos os membros do Conselho Nacional da Magistratura (CNM).

Nosso sistema de Monitoramento Avançado Persistente identificou convocação (20/07) para uma campanha hacktivista contra páginas do governo peruano publicada no site de compartilhamento de texto Pastebin.

A data estipulada para o ápice da #OpFueraCorruptos foi assinalada para o dia 28 de julho (data da independência do país). Não foi identificada autoria da convocação para a campanha, apenas que ela foi destinada “a todos os hackers da rede peruana”.

Este es un llamado a todos los hackers de la red peruana para atacar las paginas del gobierno peruanas este 28 de julio en rechazo a la cantidad de corrupción en la que esta envuelta nuestra amada nación, ESTE 28 DE JULIO ataquemos a todas las .gob.pe posibles y hagamos llegar nuestro malestar a esas ratas corruptas!

Somente no mês de julho de 2018, foram atacadas 13 páginas do governo peruano (Santi Boy e Ali Duzlawi097 foram os atacantes). Sendo que desde o início de 2018 foram registrados 71 ataques de desfiguração de página.

Entre os anos de 2017 e 2015 foram registradas, respectivamente 212, 201 e 219 desfigurações de página. O que indica que numa série histórica a quantidade de ataques do ano de 2018 é menor que dos anos anteriores, ainda que seja um registro parcial.

Dentre os atacantes mais frequentes registrados contra alvos peruanos, verifica-se que grupos/hackers estrangeiros realizaram mais ataques que grupos nacionais.

Considerando esses fatores históricos, parece razoável assumir que o sucesso da #OpFueraCorruptos dependerá de um grande esforço da comunidade hacktivista peruana e/ou da adesão de atores hacktivistas de outros países dispostos a contribuir com ações ofensivas contra alvos peruanos.