Vazamento de Dados – Argentina e Cuba

Em algumas ocasiões publicamos vazamento de dados de entidades brasileiras como do Partido Comunista Brasileiro (PCdoB), do Partido dos Trabalhadores (PT), do IDP – Instituto Brasiliense de Direito Público, de entidades públicas do Piauí, entre outros.

Nosso sistema de monitoramento avançado persistente detectou vazamentos de dados de duas entidades estrangeiras: de acesso à página da Infanteria Argentina e da Red de Salud de Cuba.

Não foi possível, contudo, identificar a motivação para os vazamentos.

Os dados da Infanteria Argentina e da Red de Salud foram postados em site de compartilhamento de arquivos.

Screenshot dos dados – os nomes veiculados foram obscurecidos

No caso da Infanteria Argentina foram divulgadas 215 credenciais de acesso, as senhas não estavam em texto claro, são hashes provavelmente em MD5.

Detalhe adicional foi observado pela análise do conteúdo do vazamento quando confrontado com a base histórica do monitoramento avançado persistente, há coincidência dos dados desse vazamento com registros coletados anteriormente. O que sugere ser o caso de republicação de conteúdo proveniente de outro ataque ocorrido no passado.

Screenshot dos dados – os nomes veiculados foram obscurecidos

No caso da Red de Salud aparentemente foram divulgados dados de diferentes sistemas, incluindo cadastro de pacientes e de usuários (credenciais de acesso). Nesse caso também as senhas estão em formato hash (MD5).