Vazamento de Dados – Malvinas – pathmode

Além da ocupação britânica das Ilhas Malvinas, o governo argentino sofreu uma invasão (virtual) brasileira.  Nosso sistema de Monitoramento Avançado Persistente identificou, em 25/09, nova publicação em site de compartilhamento de texto Pastebin contendo vazamento de dados da página do governo argentino das Malvinas.

É mais um vazamento numa sequência de ações ofensivas pelo hacker pathmode (Link1 e Link2). Novamente não foi identificada motivação político-ideológica ou qualquer justificativa para as ações.

 
Continuar Lendo

Publicação – Rio Negro/AR – Mafia Project

Nosso sistema de Monitoramento Avançado Persistente identificou publicação (18/07) que alega ser produto de ação ofensiva seguida de vazamento pelo grupo The Mafia Project.

A publicação ocorreu no site de compartilhamento de texto Hastebin e indica dados de pessoais de usuários e senhas do governo da Província de Rio Negro, na Argentina .

O grupo The Mafia Project já tinha publicado um suposto vazamento de dados da cidade de Nova Iorque (EUA), sendo que o conteúdo do leak

Continuar Lendo

HighTech Brazil volta com força total contra domínios gob.ar

O grupo hacker HighTech, um dos grupos brasileiros com maior número de ataques contra domínios de governo ou de alto volume de tráfego (Alexa Top 1 Milhão), parece ter retornado com força total, após meses de inatividade. O grupo estava adormecido desde outubro de 2017. Porém, na madrugada de hoje (19/04), eles desfiguraram mais de 500 sites do governo argentino.

A imagem abaixo mostra a desfiguração realizada contra o site http://municipioriachuelo.gob.ar.

O HighTech parece repetir comportamento de outros grupos

Continuar Lendo

Vazamento de Dados – Argentina e Cuba

Em algumas ocasiões publicamos vazamento de dados de entidades brasileiras como do Partido Comunista Brasileiro (PCdoB), do Partido dos Trabalhadores (PT), do IDP – Instituto Brasiliense de Direito Público, de entidades públicas do Piauí, entre outros.

Nosso sistema de monitoramento avançado persistente detectou vazamentos de dados de duas entidades estrangeiras: de acesso à página da Infanteria Argentina e da Red de Salud de Cuba.

Não foi possível, contudo, identificar a motivação para os vazamentos.

Os dados da

Continuar Lendo