Mais Aviões e Bots na Embraer ?

Nosso Sistema de Monitoramento Avançado Persistente identificou o endereço IP 201.7.145.39 como origem de tráfego malicioso contra serviços SSH – Secure Shell. Esse IP pertence ao Sistema Autônomo AS28627 – Empresa Brasileira de Aeronáutica S/A – Embraer.

Nossa experiência tem demonstrado que esse tipo de tráfego normalmente é gerado devido a presença de Bots maliciosos dentro da rede. Eles podem ser origem de spams, varreduras, ataques de negação de serviço, tentativas de invasão, mineração de criptomoedas, entre outras atividades maliciosas.

Esse comportamento não

Continuar Lendo

Itaipu e os Bots: 2ª Temporada

Essa não é a primeira vez que o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) é objeto de artigo aqui no Lab. Já falamos sobre evidências de mineração de criptomoedas e de cadastro de IP do PTI em Blacklist por ser origem de tráfego malicioso, inclusive por ataque de força bruta contra servidores SSH (em Itaipu e os Bots: a odisseia continua).

Nossa experiência tem demonstrado que esse tipo de tráfego normalmente é gerado mais devido a presença de bots maliciosos dentro da rede. Eles

Continuar Lendo

Brasil: abençoado por Deus e reflexivo por natureza

Nesse artigo daremos continuidade ao estudo sobre os ataques de negação de serviço distribuídos (DDoS), após o panorama apresentado (técnicas e mercado existente) no artigo anterior, vamos nos debruçar sobre a atual condição dos ataques de negação de serviço distribuído a partir de serviços de DNS brasileiros. Veremos uma comparação da condição nacional com os demais países e a realidade nacional quanto à sistemas autônomos (AS) e provedores de acesso (ISP) nacionais.

DNS recursivo aberto

O Lab possui

Continuar Lendo

Aviões e Bots na Embraer ?

Nosso Sistema de Monitoramento Avançado Persistente verificou que o endereço IP 201.7.145.39 foi cadastrado em Blacklists por ser origem de tráfego malicioso contra honeypots e ferramentas de segurança. Esse IP pertence ao Sistema Autônomo AS28627 – Empresa Brasileira de Aeronáutica S/A – Embraer.

Nossa experiência tem demonstrado que esse tipo de tráfego normalmente é gerado devido a presença de Bots maliciosos dentro da rede. Eles podem ser origem de spams, varreduras, ataques de negação de serviço, tentativas de invasão, mineração de criptomoedas,

Continuar Lendo

Estatísticas Honeynet – países mais hostis

Como já falamos no artigo A melhor defesa é ter uma defesa melhor, uma boa estratégia de defesa proativa é observar o comportamento dos seus atacantes e orientar medidas defensivas de acordo com as suas características. Isso é possível por meio da implementação de honeypots de média ou de alta interação.

A DefCon-Lab dispõe de honeypots em funcionamento e apresenta a seguir os dados referentes ao primeiro trimestre de 2018. No período, foram coletados em torno de 35 milhões de registros, o

Continuar Lendo

A melhor defesa é ter uma defesa melhor

O título do post parece acidental ou tautológico, mas vamos falar sobre a necessidade de aprimorar medidas defensivas através da proatividade.

Há um volume de dados quase inacreditável de novos vazamento de senhas. Diariamente surgem listas de senhas vazadas em sites como o pastebin.compastebin.ca ou de compartilhamento de arquivos na Web ou na Deep Web. Nosso Sistema de Monitoramento Avançado Persistente detecta e processa continuamente esse tipo incidente. Um desses casos já foi inclusive relatado aqui

Continuar Lendo